3 de nov de 2012

Perfis de Mulher: Maila Nurmi, a Vampira

Ainda no clima de Dia das Bruxas, vem a lembrança de uma pioneira no gênero de terror na televisão: a Vampira. Uma verdadeira rainha do grito, ela se tornou uma figura cult em apenas um ano em que seu programa ficou no ar. Com uma vida nem sempre glamourosa e um visual difícil de esquecer, Maila Nurmi nunca se diferenciou de sua macabra e divertida criação.

Nascida Maila Elizabeth Syrjäniemi em 1922, na Finlândia, adotou o sobrenome Nurmi após alegar que era sobrinha do atleta Paavo Nurmi, um recordista em corridas de longa distância. Maila mudou-se para os Estados Unidos com a família aos dois anos de idade, vivendo em várias cidades até se instalar em Los Angeles.
Na juventude foi modelo do famoso pintor Alberto Vargas e apareceu na Broadway, chamando atenção em um show de horror chamado “Spook Scandals”, que incluía um exagero na atuação de Maila, mas ainda não foi desta vez que ela estourou como símbolo vamp. Até meados da década de 1950, ela trabalhou como modelo pin-up para fotos de revistas e também em chapelarias de clubes de Hollywood.

Foi em uma festa a fantasia que sua sorte mudou. Maila estava vestida de Morticia Adams e um produtor de TV, interessado em uma apresentadora para sessões de filmes de terror, ficou enfeitiçado por ela. Depois de conseguir o telefone dela, o produtor expôs sua ideia, que foi prontamente aceita. O nome Vampira foi sugestão do então marido de Maila, um ex-ator mirim que se tornou roteirista. O visual continuou tendo inspiração em Morticia e também na bruxa da Branca de Neve, mas Maila adicionou, como ela própria mais tarde declarou, um toque de comicidade e um jeito “trash” de atuar.
Em 1954 estreava The Vampira Show, um dos mais bizarros programas já exibidos na televisão americana. Vampira descia as escadas, gritava, usava roupas pretas justíssimas, fazia trocadilhos infames, brincava com sua aranha de estimação e finalmente dava uma breve e irônica introdução para o filme da noite. A série durou apenas uma temporada, mas Vampira virou assunto de muitos artigos de jornais e revistas e objeto de adoração de vários fã-clubes. Ela também foi indicada ao Emmy como “personalidade do ano”.


A partir daí a existência de Maila passou a girar em torno de Vampira. Em 1956 ela participou daquele que é considerado o pior filme do mundo, “Plano 9 do Espaço Sideral”. Maila era amiga do ator principal, Bela Lugosi, o famoso primeiro intérprete de Drácula, que morreu durante as filmagens de Plano 9. Os bastidores desse filme, assim como alguns momentos do show de Vampira, são recriados em “Ed Wood”(1994), cinebiografia do diretor de mesmo nome. No filme Maila é interpretada por Lisa Marie.
Depois do sucesso, Maila passou a instalar pisos de linóleo quando suas aparições como Vampira não eram mais requisitadas. No fim dos anos 1960 ela abriu uma espécie de boutique como o nome “O Sótão da Vampira” para vender antiguidades, além de joias e roupas feitas à mão, que em 2001 evoluiu para um negócio na Internet, que incluía peças autografadas.

A vida de Maila teve apenas alguns pontos mencionados à exaustão. Após a morte prematura do astro James Dean em 1955, Maila declarou que era sua amiga, algo que muitas fontes vieram a confirmar e outras a contestar. Outra situação em que ela voltou a ser destaque foi a polêmica com uma emissora de TV que nos anos 80 a contratou para discutir uma volta de seu show, mas no meio das negociações ela soube que Vampira seria interpretada por outra atriz. Não deixando a emissora usar o nome Vampira, coube à substituta atuar sob o nome Elvira, mas ainda assim ela recebeu críticas de Maila.
Apesar de ter tido, literalmente, quinze minutos de fama, Maila Nurmi permaneceu como Vampira no imaginário popular. Após o cancelamento de seu show, estações de TV locais começaram a ter seus filmes de terror apresentados por cópias de Vampira e muitas bandas fizeram músicas em sua homenagem. Sua personagem surgiu antes mesmo de Marticia Adams ir para a televisão e a matriarca interpretada por Carolyn Jones nos anos 60 tem toques de Vampira. Maila deu muitas entrevistas relacionadas a seu trabalho até falecer em 2008, após três casamentos, sem deixar herdeiros, mas nos legando a personagem mais divertidamente sombria da televisão.
Maila Nurmi (1922 - 2008)

6 comentários:

  1. Adorei, adorei, adorei, Le!!!!

    Fechou com chave de ouro, nossa emana Haloween!!!

    :)

    ResponderExcluir
  2. Adoro os posts sobre a Maila aqui no grupo. Comecei lendo a Karla.

    Parabéns tb Letícia!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Lê,
    Já disse e repito - Adoro seus perfis!!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Muito legal

    Linkicha - Agregando ótimos links: www.linkicha.com.br

    ResponderExcluir
  5. até algum tempo atrás eu não conhecia esta adorável personagem apaixonei-me, já gostava da MORTÍCIA ADDAMS, tanto da série clássica como da telona, ao assistir pela net “Plano 9 do Espaço Sideral” fiquei encantado com ela, e agora leio este breve post relise sobre ela, ficarei atento para mais postagem deixo-te meu abraço e carinho parabéns pela postagem

    ResponderExcluir
  6. Ela é muito linda. Adorei o artigo. A vamp paravilhosa.

    ResponderExcluir