4 de nov de 2012

Dia das Bruxas e seu Contexto Histórico

Como está semana passada foi festiva em comemoração ao Dia das Bruxas, o texto de hoje, é um contexto histórico sobre bruxas e essa data obscura! Uma comemoração que ao longo do seculo foi mudando constantemente  pelo capitalismo, sexiscimos e preconceito.



O Dia das Bruxas ou mundialmente conhecido “Halloween” é uma herança cultural dos povos ingleses que tem sua primeira manifestação por volta de 1745, com uma temática bem diferente da que é hoje, ao longo dos anos a festa que nada tinha a ver com as bruxas, mas sim uma comemoração para celebar o fim do verão, se popularizou e se modificou e pouco a pouco foi incorporada uma série de elementos estranhos, como as aboboras, as bruxas e a famosa frase” "Gostosuras ou travessuras", no entanto a festa tem uma  origem  bastante controversa e possui diferenças em cada lugar,  a primeira delas é que é uma festa pagã.

A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro. Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta. A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor.

Na religião católica a festa ganhou outro significado a festa de “Todos os Santos". Lembrando os mártires da igreja católica.
“O costume dos “disfarces”, muito possivelmente surge na França entre os séculos XIV e XV. "

Nessa época a Europa vivia os anos da Peste Negra, a peste bubônica que dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte. 

"Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

Alguns fiéis, dotados de um espírito mais burlesco, costumavam adornar na véspera da festa de finados as paredes dos cemitérios com imagens do diabo puxando uma fila de pessoas para a tumba: papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc.

 Também eram feitas representações cênicas, com pessoas disfarçadas de personalidades famosas e personificando inclusive a morte, à qual todos deveriam chegar.”


A tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura “trick or treat”, teve origem na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos durante 1500-1700, neste  período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público.

Além disso, foram lhes infligidas multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados.

Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I.

O plano, conhecido como "Conspiração da pólvora" , era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. 


 Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses. 

Vemos, portanto, que a atual festa do Halloween é produto da mescla de muitas tradições, trazidas pelos colonos no século XVIII para os Estados Unidos e ali integradas de modo peculiar na sua cultura. Muitas delas já foram esquecidas na Europa, onde hoje, por colonização cultural dos Estados Unidos, aparece o Halloween enquanto desaparecem as tradições locais.

As bruxas são o principal tema dessa festa, porém como todo o halloween em si, tem sua história obscura por trás, e normalmente lá na era medieval, onde havia mitos que as "bruxas voavam em vassouras em noites de lua cheia e faziam feitiços e transformavam as pessoas em animais e que eram más."

A Inquisição, instituída para combater a heresia, agravou a turba de seguidores inspirados por Satã. 


Havia, ainda, um componente sexista. Os bruxos homens existiam, mas eram as mulheres, sobretudo, que iam queimadas nas fogueiras medievais.

Hoje em dia essas antigas superstições como a da bruxa velha da vassoura na lua cheia já foram suavizadas, devido à maior tolerância entre religiões, sincretismo religioso e divulgação do paganismo.

E por fim tornou-se uma data mais capitalista de vendas e diversão apenas, hoje existe muitas bruxas Wicca e praticantes de mágia, influenciados tanto pela bruxas medievais como pelos cinemas.

Texto Original ; Wikipédia.

3 comentários:

  1. Josi,
    Texto muito bem explorado e otimamente escrito!
    Parabéns, minha amiga!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, em espacial as fotos, que foram muito bem escolhidas. Aprendi demais lendo este post!

    ResponderExcluir