9 de jun de 2012

Perfis de Mulher: Marie Curie

A primeira mulher a ganhar um Prêmio Nobel é até hoje a única representante do sexo feminino a vencer este cobiçado prêmio em duas categorias: Física e Química. Também foi a primeira mulher a dar aulas na Universidade de Paris. Cientista responsável pela descoberta e isolamento de elementos radioativos, o que lhe valeu a glória científica e também problemas de saúde. Trabalhando ao lado de seu marido Pierre Curie, Marie é a prova de que nem sempre a mulher faz o homem: às vezes, ela se destaca tanto quanto ele.


Nascida Marie Sklodowska em 1867 na Polônia, era a mais nova dos cinco filhos de um casal de professores. Mesmo assim, ela não teve uma vida fácil: órfã de mãe aos 12 anos, viu boa parte das posses de sua família se perderem durante conflitos para a reconquista da independência polonesa. Por isso Marie trabalhou como governanta durante um tempo, se apaixonando por um futuro matemático, que não aceitou se casar com a pobre moça. Neste período ela estudou em uma universidade clandestina.

Em 1891 ela foi para Paris, juntando-se à recém-casada irmã Bronislawa, uma obstetra. Marie estudou na famosa universidade Sorbonne, onde conheceu Pierre Curie e o interesse mútuo pelo estudo de magnetismo aproximou-os. O casal teve duas filhas, Irène e Eve, e permaneceram juntos até a morte dele, em 1906, em consequência de um atropelamento.  


Com seu marido Pierre Curie e com Henri Becquerel, fez estudos que resultaram na descoberta dos elementos radioativos polônio e rádio. Com Pierre e Henri ela também dividiria o Prêmio Nobel de Física em 1903. Curiosamente, em 1935, sua filha e seu genro também dividiriam um Nobel, desta vez de Química. Em 1996, o casal Curie seria homenageado como o elemento Cúrio.

Marie chamou muita atenção depois de ganhar seu primeiro Nobel, tornando-se professora da Sorbonne e administradora do laboratório da universidade, além de ter influenciado o governo francês a criar um instituto só para o estudo dos usos da radioatividade. A partir dessas pesquisas muitos aparelhos de Raio-X foram desenvolvidos e, durante a Primeira Guerra Mundial, estima-se que um milhão de soldados foram tratados com o Raio-X acoplado a ambulâncias, idealizado por Marie.

No ano em que ganhou seu segundo Nobel, 1911, Marie participou da primeira Conferência de Solvay, sendo a única mulher em um grupo notável de cientistas, entre os quais Albert Einstein, reunidos para discutir os efeitos da radiação. O que ninguém naquela conferência poderia imaginar era o quanto a radioatividade era perigosa, tanto que causou na cientista um tipo grave de anemia, que acabou por matá-la em 1934.  

Foto da Conferência de Solvay. Marie está apoiando a cabeça no braço direito
Um ano após sua morte, a filha Eve escreveu uma biografia da mãe, um bocado romanceada, é verdade. A própria Marie gostava de aumentar a magnitude de seus feitos quando os contava. Em 1943 foi feita uma cinebiografia de Marie, estrelando Greer Garson e Walter Pidgeon, protagonistas do vencedor do Oscar de Melhor Filme do ano anterior. Greer foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz por sua interpretação. O ano de 2011, que marca o centenário do seu Nobel de Química, foi escolhido como o Ano Internacional da Química e o Google a homenageou em seu aniversário. Prova de que essa grande cientista não será esquecida.


“Eu estou entre aqueles que acreditam que a ciência tem grande beleza. Um cientista em seu laboratório não é apenas um técnico: é também uma criança colocada frente a um fenômeno natural que a impressiona tanto quanto um conto de fadas”.

Marie Curie

4 comentários:

  1. Adoro esse blog!È muito informativo!
    http://mardeletras2010.blogspot.com.br/2012/06/ad-aeternum.html

    ResponderExcluir
  2. Mulher extraordinária!!
    Imagina se impor neste campo naquele período... Uma mulher inteligentíssima e corajosa.

    Excelente escolha!!!

    ;D

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Estou sem poder acessar todas as postagens do blog, pelos motivos que comentei no grupo! Mas, eu precisava comentar esse post aqui.

    Acredita que meu filho estudou sobre essa extraordinária mulher no ano passado!? Foi quando a conheci(pode acreditar!)... realmente fantástica!

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir