21 de ago de 2012

Watchmen e a Popularização do Graphic Novel

Via Tumblr.
O ano era 1985, o mundo vivia em tempos complicados de guerra fria, caminhando para que os EUA declaração guerra nuclear contra a União Soviética. Neste cenário encontramos um grupo de super-heróis, alguns do passado (antes da incidência da lei que proibia a ação destes) outros do presente (no caso o Dr. Manhattan), veem-se interligados pela morte misteriosa de um deles.
Este é o plot da série de histórias em quadrinhos americana Watchmen, escrita por Alan Moore e com arte de Dave Gibbons. A mesma foi produzida durante a década de 80, o autor se predispõe a  trabalhar com o conceito de uma realidade alternativa onde a inserção de heróis mascarados e, eventos históricos da humanidade é comum. Daí misturando eventos concretos com os criados, sem falar do abuso de referenciais populares e até simbologismos. Ademais, houve um cuidado na separação dos capítulos, sendo estes intitulados com referências literária - como Nietzsche, Einstein e Bíblia - ou musical - Bob Dylan e Jimi Hendrix

Os zelos na construção estética da história estendeu-se para o conteúdo, fazendo questão de usar uma linguagem anteriormente conectada ao underground do estilo. A temática ampliou-se, buscando trazer questões e personas verossímeis, com falhas, neuroses, problemas éticos e psicológicos - defeitos bem explorados. Se naquele período graphic novel - romance gráfico - era limitado a certos grupos e histórias em quadrinho vistas como infanto-juvenis, Watchmen veio desmistificar, criando uma verdadeira popularização de tal gênero; Não é a toa que a obra apareceu na lista dos 100 Melhores Romances escritos desde 1923, selecionados pela Revista Time.
Via Tumblr.
E por falar nas personagens, eis aqui o elenco dos principais:

  • Comediante: A ironia é seu refúgio, um reflexo com gosto amargo da natureza humana. Assim é a visão deste personagem. Há que se destacar seu temperamento violento e bélico.
  • Dr. Manhattan: Conhecido como homem-deus, já que dotado de superpoderes (o único da hq). Era um cientista antes de acidentalmente ter sido desintegrado em uma experiência. 
  • Coruja I: Policial que se tornou um vigilante inspirado nas HQs e na literatura pulp.
  • Coruja II: Um intelectual rico, solitário e retraído, trata-se de um expert em tecnologia avançada e possui vários equipamentos especiais que usa contra o crime.
  • Ozymandias: Egocentrista, inteligente e visionário são características dele, o qual se aposentou três anos antes da lei Kenee que proibia a ação dos vigilantes (menos o comediante e Dr Manhatan).
  • Rorschach: Meu personagem preferido, é enigmático, pessimista e com muita força interior. Tem seu próprio conceito moral, por isto é visto como perigoso e antissocial.
  • Espectral II: Uma mulher forçada a viver à sombra da mãe, a primeira vigilante a obter lucro em cima do combate ao crime, tem uma relação de cumplicidade com Dr. Manhattan, ex dela.

Via Tumblr.
Em 2009 produziu-se uma versão cinematográfica da graphic novel; Watchmen - O Filme procurou reproduzir o estilo do HQ e bem recebido pela crítica e fãs. Abaixo deixo uma das cenas mais memoráveis da película:

Never compromise. 
Not even in the face of Armageddon.

4 comentários:

  1. adorei.
    Já li muito, vi o filme e sou fã do Rorschach.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Reli recentemente (semana passada) e sempre fico arrepiado com dois capítulos em especial: o dr. Manhattan em Marte, onde a narrativa nos faz compreender como é viver fora do tempo, experimentando tudo ao mesmo tempo; e a historia do Rorschach lentamente mudando a visão de mundo do seu psiquiatra.

    Gosto do filme, mas não há como comparar: o livro é uma obra-prima.

    Belo texto!

    ResponderExcluir
  3. Assisti ao filme antes de ler os quadrinhos, onde achei uma série deles em um computador aqui onde trabalho antes de sofrer formatação (sorte minha rs). Esse mundo de "heróis" me agradou mais que qualquer outro super-herói... Até comprei uma T-Shirt. Vale a pena ler, ouvir e viver Watchmen, todo esse universo bem lembrado por aqui!!

    ResponderExcluir
  4. Adoro a trama central de Watchmen e prjncipalmente seu visual gráfico. Esse universo paralelo e personagens incríveis. Também apreciei o filme do Zack Snyder, embora ele tenha tiques de exageros. É mais exagerado que Brian De Palma!

    Bjs.

    ResponderExcluir