18 de ago de 2012

Aileen Wuornos: O Monstro da Insanidade

Via Tumblr.
O termo Serial Killer já traz em si o pressuposto de insanidade. Difícil imaginar que alguém em perfeito balanço mental sairia por aí matando pessoas, por mais elaborados e bem planejados que os crimes fossem. Contudo, alguns casos assombram pelo grau de "loucura" envolvido. Esta é a situação de Aileen Wuornoos, a qual ficou conhecida mundialmente após sua história virar o filme Monster - Desejo Assassino. Aileen matou 7 homens baleados por diversas vezes: Richard Mallory, 51 anos; Charles "Dick" Humphreys, 56 anos; David Spears, 43 anos; Charles Carskaddon, 40 anos; Peter Siems, 65 anos; Troy Buress, 50 anos; E, Walter Jeno Antonio, 62 anos.

A vida da assassina nunca foi fácil, o que não é novidade no quesito de matadores em série, começando por sua infância. Filha de um homem condenado por abuso de menor foi abandonada conjuntamente com seu irmão Keith por sua mãe, passando a morar com sua avós maternos. Ali  passou a demonstrar os primeiros sinais de uma psique alterada quando se autoinflingiu queimaduras causando-lhe cicatrizes no rosto. Neste período passou demonstrar um comportamento sexual atípico, tendo vários parceiros, inclusive, seu irmão. Aos 13 anos ficou grávida e seu bebê colocado em adoção - já aqui ela afirmava ter sido estuprada. Sua avó veio a falecer e seus problemas com a justiça passaram acontecer, assim, quando Aileen tinha 15 anos foi expulsa de casa por seu avô. Sua vida na marginalidade e prostituição começara.

Os anos que se seguiram foram recheados de idas e vindas no sistema prisional, evidente desrespeito com autoridade e violência. Wuornos chegou a casar-se com Lewis Gratz Fell, 70 anos, presidente de um iate clube. Durante o matrimônio agrediu seu marido com a própria bengala, claro que ele conseguiu uma ordem de restrição contra ela. Entretanto, o relacionamento mais conhecido de Aileen foi com Tyria Moore, companheira dela na época dos crimes. As duas passaram a usar o dinheiro e carro das vítimas, o que acabou, eventualmente, conduzindo os policiais a pista para a solução dos crimes.

Aileen Wuornos durante o julgamento insistiu ter agido em legítima defesa, apesar de não haver provas de tal. Todavia, houve sinais de evidente desequilíbrio psiquiátrico por parte dela durante o julgamento, o que não a livrou da condenação de morte por injeção letal. Sua execução ocorreu em 2002, antes disto há uma filmagem dela relatando seus últimos momentos. O vídeo segue, mostrando um estado mental completamente alterado:



Como em outras tantas histórias de assassinos em série, a vida de Wuornos foi desvirtuada e assombrada por uma visão perturbada do mundo. A resposta, combinada com a insanidade, resultaram num monstro. 
Disease, insanity, and death were the angels that attended my cradle, and since then have followed me throughout my life. 

8 comentários:

  1. Oi Karla... no livro que estou finalizando há um artigo sobre ela. Verdadeiramente doente... o livro é dividido por partes e ela está no tópico "caçadores da estrada"... não cheguei a assistir o filme com a Charlize e Cristina Ricci...

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  2. Conceptualizar insanidade é difícil:)!
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. A cinebiografia dela, com a Charlize e Cristina Ricci, é excelente. O desequilíbrio mental dela é realmente assustador e a Charlize o interpreta com verdade e um força igualmente assustadoras...

    Nossa, o vídeo é perturbador, ainda não tinha visto ele...

    ResponderExcluir
  4. Sou simplesmente apaixonada por esses distúrbios, estudar essas mentes, dissecar seus sentimentos...
    Adoro livros , revistas e trabalhos cientificos sobre perfis psicopatas, sociopatas, serial killers etc.
    Parabens, pelo texto!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. ñ achei ela tão insana assim,ela só tava tentando dizer a verdade e fizeram ela parecer louca coitada.

    ResponderExcluir
  6. Lendo a história dela agora, vejo que o filme tem muitas bolas fora... A principal delas é que o filme tentou fazê-la parecer uma coitada...

    ResponderExcluir
  7. ñ achei ela tão insana assim,ela só tava tentando dizer a verdade e fizeram ela parecer louca coitada. "2"

    concordo odeio ESTADOS UNIDOS

    ResponderExcluir