28 de jul de 2012

Playlist Bad Girls

Via Tumblr.
Dizem que, enquanto as boazinhas vão para o céu, as garotas malvadas vão para qualquer lugar; Então, como nesta sessão de terror eu já falei destas bad girls dentro do universo cinematográfico, da literatura e da realidade, resolvi dar uma pesquisada e ver como elas estavam sendo representadas dentro do cenário musical. Com isto, montei a playlist que segue, passando de mulheres assumindo o seu lado mais sombrio até eles reclamando da malvadeza delas. Peguem mais uma dose da sua bebida preferida e soltem suas feras ao som de:

E começo a listagem de músicas com a canção tema do nosso Vlog; A ousada voz de Ida Cox canta sobre a leveza de ser e viver no lado mais selvagem da história, sem o blues.

Tão purrfect é a Eartha Kitt miando aos quatro cantos do mundo que seu estilo garota boazinha nada lhe trouxe, a não ser cansaço. Estava mais do que na hora em ser má. 

Pode até ter sido por um momento de insanidade, mas, Marisa Orth agiu de forma extrema. E não dá para deixar de entender, quando a mulher é atingida assim na TPM....

Quem assistiu ao ótimo Assassinos por Natureza sabe que a voz hipnotizante de Juliette é um hino aos verdadeiros seres nascidos de pura maldade.

Talvez aqui não seja nem a questão do ser má, mas sim, de assumir seu papel feminino e provar que não há nada de degradante em ser mulher. You go Madonna!

"Live fast, die young; Bad Girls do it well" é com certeza um mantra para as mais ousadas e irresponsáveis mulheres, movidas pela emoção como a inglesa M.I.A. 

Quando tudo o que você deseja é aquele cara, sendo capaz de assumir os riscos mais loucos para tal, o resultado pode ser extremamente perigoso. Fergie demonstra muito bem o que é isto.

Todos temos a maldade arreigada em nossas almas, basta saber como e quando acessá-las. Hinder traz a opção dos sonhos, melhor dizendo, dos pesadelos.

Juanes traz a história triste de uma mulher que se viu obrigada, pelas circunstâncias desfavoráveis, a ser ríspida, crua e fria.

As malvadas podem ser extremamente sedutoras, especialmente após o anoitecer. E se for uma vampira então... Tito & Tarantula são presas fáceis.

Esta maravilha musical gravada por Nick & The Bad Seeds conta uma historinha com um início inocente, mas, a traição venha em ponta de faca.

Já falei da maligna Elizabeth Bathory por aqui. Os garotos do Venom trazem a sua vida musicada, com muitos riffs e voz profunda.

Sim, esta canção tem pouco mais que 30 segundos, entretanto, sua musicalidade é assombrosa. Valendo-se da história da menina Mary Bell - próxima a ser comentada nesta sessão - Macabre ressoa na mente.

Nickelback ficou impressionado com a frieza de uma adolescente que teve seu filho durante o baile de formatura, largou ele no lixo e voltou a dançar como se nada tivesse acontecido. E como não ficar? 

E, para finalizar, mais uma serial killer: a monstruosa Aileen Wournos foi a inspiração para esta música do Church of Misery.


Para finalizar um conselho:
Seja o tipo de mulher que toda a vez em que encoste o pé no chão pela manhã o Diabo diga: "Oh droga, ela acordou!"

2 comentários: