15 de jun de 2012

Retrospectiva da Moda

Uma intrépida mulher chegou a Paris e redesenhou o que se compreendia por moda feminina. Longe dos arabescos, suas roupas traziam calças largas, linhas retas, blusas leves, além dos casacos curtos e acinturados. Com um ar libertário, fugiu dos vestidos e chapéus exacerbados para vestir a mulher, e não fazer a mulher ser vestida. Já dizia Chanel:
"Vista-se mal e notarão o vestido. Vista-se bem e notarão a mulher".
Uma vez que Coco foi/é/sempre será um ícone fashion, confira sua cinebiografia "Coco antes de Chanel", nada melhor do que começar uma postagem com a temática moda citando este ícone que mudou a forma como a mulher se apresentava para o mundo através de seu vestuário, lá na década de 20. Depois disto, outras revoluções vieram e o que entendemos como estilo hoje veio se construindo através dos tenpos.

Verdade seja dita: A moda é um reflexo do período em que está inserida! Desde os primórdios as roupas são uma forma de expressão pessoal, transmitem uma mensagem silenciosa e imediata. Foi pensando nesta força que a moda exerce não apenas no seu âmbito, mas como característica social, que resolvi fazer um breve apanhado da reconstrução da mesma desde a década de 20 até os dias atuais. Espero que gostem!
Anos 20
Ícones: Gloria Swanson, Mary Pickford, Josephine Baker e Coco Chanel.
Marco: Era Jazz - prosperidade e ânsia por certas liberdades.
Moda: Estilo Melindrosa, cortes retos e longos colares.

Anos 30
Ícones: Greta Garbo, Marlene Dietrich, Katherine Hepburn e Edith Head.
Marco: Depressão Financeira (Crise de 1929).
Moda: Elegância e sofisticação eram palavras chaves, em que pese a crise financeira; Busca pela valorização do corpo da mulher; Surgimento de uma linha mais militar e mais prática.

Anos 40
Ícones: Vivien Leigh, Ava Gardner, Ingrid Bergman e Rita Hayworth.
Marco: Segunda Guerra Mundial.
Moda: Moda Militar; Tecidos alternativos e reformas; O nascimento do prêt-à-porter (pronta para vestir); Zelo com os penteados, chapéus e acessórios para cabelo; Pin-ups. 

Anos 50
Ícones: Grace Kelly, Audrey Hepburn, Marilyn Monroe e Bridget Bardot.
Marco: Renovação pós-guerra e nascimento do rock 'n roll.
Moda: Feminilidade, alta costura, pin-ups e busca pela democratização da moda.

Anos 60
Ícones: Jean Seberg, Twiggy, Joan Baez e Françoise Hardy.
Marco: Rebeldia da Juventude, necessidade de liberdade e de expressão maiores.
Moda: Olhos bem maquilados, minisaias, modernização do look e psicodelia.

 Anos 70
Ícones: Leila Diniz, Zuzu Angel, Cher, Farrah Fawcett, Anjelica Houston e Pam Grier.
Marco: Hippies, Woodstock e Guerra do Vietnã.
Moda: Estilo hippie, futurista, metálico e andrógino; Silhueta Romântica e natural; Desalinho.

Anos 80
Ícones: Madonna, Cyndi Lauper, Olivia Newton-John, Tina Turner, Molly Ringwald e Debbie Harry. 
Marco: Popularização da moda.
Moda: Sex Appeal, Exagero - ombreiras, minissaias com legging, macacões, acessórios em dourado.

Anos 90
Ícones: As supermodelos (Linda, Christy, Cindy e Naomi), Christina Applegate, Claire Danes, Melissa Joan Hart, Drew Barrymore e Alicia Silverstone.
Marco: Globalização.
Moda: Grunge, lingerie e corpos em evidência, roupas para diversas ocasiões, início da busca pela individualidade. 

Anos 2000 em Diante
Ícones: Sarah Jessica Parker, Gwen Stefani, Beyonce, Heide Klum, Anne Hathaway, Rhianna, Natalie Portman, Johnny Depp e outros tantos.
Marco: Revolução Digital.
Moda: Individualidade e auto-afirmação.

2 comentários:

  1. Excelente retrospectiva. Gosto muito de dois ícones dos anos 1920: Louise Brooks e Clara Bow.

    ResponderExcluir


  2. Muito Obrigada!
    Acho que é a minha década preferida...
    Eu queria ser tão fofa quanto a Clara Bow!

    ;D

    ResponderExcluir